Histórias da Odontologia: Pedro Paulo Penido

Histórias da Odontologia: Pedro Paulo Penido

(31) 2104-3000

14 de dezembro

Mineiro de Belo Horizonte, Pedro Paulo Penido nasceu no dia 29 de julho de 1904, filho do professor Manuel Teixeira de Magalhães Penido e de Francisca Jardim Penido. Formado em Odontologia pela Escola Livre de Odontologia e Farmácia (atual Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG), Penido optou por seguir e ampliar o legado do pai, fundador da mesma Faculdade de Odontologia em 3 de fevereiro de 1907.

Logo após sua formação, o Dr. Penido ocupou uma gama de importantes cargos com o passar dos anos: chefe do Serviço de Odontologia e vice-diretor do Hospital Militar, presidente da Sociedade de Odontologia de Belo Horizonte e da Federação Odontológica Brasileira (década de 1940), professor da Faculdade de Odontologia e Farmácia da UFMG, professor catedrático de Odontopediatria e, por fim, ocupou o cargo de reitor da UFMG entre os anos de 1952 a 1955, retornando em 1958.

No ano de 1960, Dr. Penido foi então nomeado por Juscelino Kubitschek para ser o novo Ministro da Educação e Cultura, substituindo Clóvis Salgado. Assumiu também, posteriormente, o cargo interino de Ministro da Saúde, substituindo Mário Pinotti. Seu último cargo público foi o de superintendente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDE), em 1961, no então governo de Jânio Quadros. Foi casado com Marta Argenta Penido e faleceu em 12 de fevereiro de 1967, no Rio de Janeiro.

Pedro Paulo Penido possui diversas publicações acadêmicas na área da Odontologia. Dentre elas, destaca-se a “Reforma do ensino odontológico” (1957) e “Assistência à infância” (1956). O CRO-MG agradece as contribuições do Dr. Penido e faz essa homenagem apresentando um pouco da sua história de vida.

E você? Conhece outras histórias notáveis da Odontologia? Envie um e-mail para historias@cromg.org.br e nos conte!