Dia Mundial Sem Tabaco: Cuidados com o câncer de boca

Dia Mundial Sem Tabaco: Cuidados com o câncer de boca

(31) 2104-3000

1 de junho

Essa é uma das principais datas no calendário da Saúde e da Odontologia, uma vez que o tabagismo aumenta, e muito, o risco de câncer de boca, um dos tipos mais comuns entre fumantes. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), 70% das pessoas com câncer de boca são fumantes.

Diante desse cenário, o CRO-MG alerta que o câncer de boca na fase inicial, em geral, não tem sintomas, por isso, é tão importante a avaliação da cavidade oral por exames odontológicos. O diagnóstico precoce oferece 90% de chance de cura. Já no diagnóstico tardio, essa chance diminui para 50%.

Os sinais do câncer de boca podem surgir como feridas que não cicatrizam por mais de 15 dias, manchas vermelhas ou esbranquiçadas e nódulos (caroços) em qualquer região da boca: língua, gengiva, bochecha ou palato (céu da boca), por exemplo. Ao notar um desses sinais é preciso procurar imediatamente o Cirurgião-Dentista.

Ainda segundo o INCA, a doença é mais comum a partir dos 40 anos e a estimativa é de que 15 mil pessoas tenham desenvolvido a doença nestes dois últimos anos no Brasil, além das mais de 6,6 mil mortes registradas em 2019.

De acordo com a Mestre e Doutora em Diagnóstico Bucal, Profa. Mirna Scalon Cordeiro, o cirurgião-dentista tem papel fundamental na estratégia de ampliação das ações de enfrentamento ao tabagismo e integralidade do cuidado.

“Espera-se, assim, que o conhecimento da população aumente em relação ao câncer bucal, principalmente na determinação de seus fatores de risco e da importância de se realizar o autoexame bucal, com o propósito que esses pacientes possam tomar decisões coerentes em relação a sua saúde”, destaca a Cirurgiã-Dentista.