Caravana Resgatando Sorrisos: Norte de Minas

Caravana Resgatando Sorrisos: Norte de Minas

(31) 2104-3000

2 de setembro

No último fim de semana de agosto, o CRO-MG e a ONG Amigos de Minas realizaram a terceira ação da “Caravana da Saúde”, um projeto social itinerante que tem como um de seus principais objetivos tornar possível o acesso à saúde bucal em locais de vulnerabilidade, por meio da promoção de saúde, diagnóstico e tratamentos odontológicos.

Através de uma importante parceria estabelecida com a Prefeitura, a Secretaria de Saúde e a Secretaria Municipal de Educação de São João das Missões, juntamente com a Secretaria Municipal de Assuntos Indígenas, o SESAI – Saúde indígena e a ONG Amigos de Minas, que é pioneira nas ações sociais de saúde nessas localidades, foi possível a realização desse projeto. Além de contemplar os moradores de São João das Missões, município que tem o menor índice de Desenvolvimento Humano do estado, a ação também englobou a reserva indígena dos Xakriabás nas aldeias de Sumaré, Brejo e Traíras, no norte de Minas Gerais.
Foram realizados atendimentos nas áreas de endodontia, cirurgia, prótese e clínica geral, além da distribuição de kits de higiene e cartilhas informativas com a finalidade de contribuir para o aumento da literacia em saúde bucal para a população.

A comissão de ações sociais conta com a presidência do cirurgião-dentista especialista em endodontia, Dr. Álan Jahel Estevan, dos membros Dra. Ana Paula de Carvalho, Dra. Bárbara Bianca Machado, Dra. Rafaella de Sousa Brito, Dra. Lawrey Guimarães Miguel e a Assessora de Assuntos Odontológicos, Dra. Iasmin Araújo. No norte de Minas, o grupo se dividiu em 4 equipes que atuaram nos polos de atendimento nesse último sábado e domingo, 27 e 28 de agosto, para que cada indivíduo local pudesse ser atendido por especialidade de acordo com sua demanda particular.

Uma van adaptada especialmente para atendimentos odontológicos equipada com aparelho radiográfico digital, um consultório móvel, um segundo aparelho radiográfico também móvel e as unidades básicas de saúde alocaram os profissionais que puderam realizar os diagnósticos e procedimentos de forma assertiva e com qualidade.