Bruxismo: o alerta dos dentes para depressão, ansiedade e outros transtornos mentais

Bruxismo: o alerta dos dentes para depressão, ansiedade e outros transtornos mentais

(31) 2104-3000

15 de dezembro

A Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta que cerca de 40% da população brasileira sofre com o bruxismo, que se não for tratado por um cirurgião-dentista, pode levar a sérias consequências. Ademais, cerca de 65% dos adolescentes que sofrem bullying têm mais chances de desenvolver bruxismo, segundo a revista britânica Oral Rehabilitation. O CRO-MG reitera que todos os profissionais da Odontologia mineira devem observar as condições relacionadas aos quadros de bruxismo de seus pacientes.

Estresse, ansiedade, depressão e os transtornos mentais dificultam o sono noturno adequado e facilitam o aparecimento do bruxismo. Quando o ranger dos dentes torna-se excessivo e muito frequente à noite – ou no decorrer do dia, nos casos de bruxismo em vigília – pode causar diversas alterações no sistema estomatognático, como sensibilidade dentária, dores no maxilar, dores na cabeça, desgaste da estrutura dental, etc.

Não deixe de consultar o cirurgião-dentista e esteja sempre atento à saúde mental.