23/01: Dia Internacional da Medicina Integrativa

23/01: Dia Internacional da Medicina Integrativa

(31) 2104-3000

23 de janeiro

Associada ao tratamento da medicina convencional, a medicina integrativa faz uso dos conhecimentos de práticas meditativas, técnicas de respiração, relaxamento, atenção plena, uso de fitoterápicos, baseado em estudos e resultados que comprovem a segurança no tratamento.

Na abordagem integrativa o paciente é o foco principal e, por isso, deixa de ter uma postura passiva e passa a ser personagem principal no seu processo de autocura. E nessa parceria, a medicina integrativa reúne profissionais de diversas áreas e formações, o que é essencial para cuidar desse paciente e obter os resultados desejados.

De acordo com a especialista em Acupuntura e membro da Comissão de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde do CRO-MG, Dra. Rafaella Aquino, na Odontologia esta abordagem integrativa busca uma visão holística do paciente, ou seja, trata o paciente como um todo, levando em consideração os valores, crenças e a relação dele com o meio em que vive, utilizando diversos recursos de atendimento, buscando descobrir a causa da doença e não somente tratar sinais e mascarar sintomas.

“Dessa forma, é possível construir novos hábitos e proporcionar às pessoas cuidados e bem-estar físico, emocional, social e espiritual”, afirma a Dra. Rafaella Aquino.

Evidências científicas têm mostrado os benefícios do tratamento integrado entre medicina convencional e práticas integrativas e complementares. Além disso, há um crescente número de profissionais capacitados e habilitados e maior valorização dos conhecimentos tradicionais de onde se originam grande parte dessas práticas.