O Ministério da Saúde acaba de instituir uma Comissão Especial para elaboração de uma proposta de Carreiras do Sistema Único de Saúde (SUS). Para a instituição dessa Comissão, o Ministério da Saúde, contou com o apoio do Conselho Federal de Odontologia e demais CRO's, que apoiaram essa iniciativa de minimizar alguns problemas que a classe enfrenta hoje. A Comissão abrangerá inicialmente cirurgiões-dentistas, médicos e enfermeiros e será composta por três secretarias do Ministério da Saúde – Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), Secretaria de Atenção à Saúde (SAS) e Secretaria-Executiva (SE), sendo que a coordenação será feita pela SGTES.

Representantes de entidades dos profissionais de cada categoria, Conselho Federal de Odontologia (CFO), Conselho Federal de Medicina, Federação Nacional dos Médicos, Conselho Federal de Enfermagem, Federação Nacional dos Enfermeiros e Federação Interestadual dos Odontologistas (FIO) vão indicar um conselheiro federal para integrar esta Comissão, que terá como objetivo minimizar a dificuldade que alguns municípios ainda encontram em fixar profissionais de saúde.
Durante o desenvolvimento da proposta serão discutidos pontos, por exemplo, de como será o vínculo desses profissionais, se com o estado ou a esfera federal, e se a admissão será por meio de concurso público. A Comissão terá o prazo de 90 dias para concluir os trabalhos, que serão avaliados pelas instâncias de gestão do SUS por meio de seus representantes e pelo ministro da Saúde.
O grupo contará com os estudos realizados pelo Departamento de Gestão e da Regulação do Trabalho em Saúde que identificam a carência de profissionais de saúde em diversas áreas do território nacional, principalmente nas regiões Norte e Nordeste. A proposta é que esses profissionais possam atuar nessas áreas prioritárias do SUS, ampliando o acesso aos serviços de saúde.